domingo, 31 de janeiro de 2016

Não diria melhor...

     Ao final do primeiro mês do ano,...

    Tem sido tanta a loucura dos últimos dias que parece só haver um conselho a dar - pois não se vislumbra outra saída:


     Se isto é convite que se faça!
    Crescer na loucura vai dar em insanidade completa, não tenho dúvidas. Porém, como o fruto dos tempos tem seguidores que levam tudo para a frente e empurram todos para o ritmo correntoso dos dias, a palavra de ordem é nova: juntam-se partes de 'enlouqueça' com 'cresça', numa assimilação de sons tónicos / sílabas comuns, e assim se chega a uma amálgama - o que sempre dará para exemplificar um processo irregular de formação de palavras.
       Depois venham dizer-me que é preciso tratar da saúde!

   ... e ainda a procissão vai no adro (ainda bem que há algumas estrelas na escuridão do 'enloucrescimento') ou "na praça" (como diria o narrador do Memorial do Convento).