segunda-feira, 16 de julho de 2012

Amor sem fim...

    Para quem nele acredite, há vozes que o cantam.

    Há versões musicais que se tornam difíceis de avaliar quanto à qualidade. 
    Diz-se que não há amor como o primeiro e, no que toca a canções, um dueto já por si perfeito torna-se difícil, dificílimo de igualar (mesmo que isso não signifique imitar).
    A década de 80, no ano de 1981, viu um fracasso fílmico dar lugar a um sucesso musical escrito por Lionel Richie e partilhado, na voz, com Diana Ross.


     A dupla teve 'cover', doze anos depois, com Mariah Carey e Luther Vandross - duas vozes acrobáticas para uma melodia serena e romântica.

Versão ao vivo de "Endless Love" (Albert Hall, 1994)

ENDLESS LOVE

My love
There's only you in my life
The only thing that's right


My first love
You're every breath that I take
You're every step I make

And I
I want to share
All my love with you
No-one else will do

And your eyes (your eyes, your eyes)
They tell me how much you care
Oh, yes
You will always be
My endless love

Two hearts
Two hearts that beat as one
Our lives have just begun

And forever (forever)
I'll hold you close in my arms
I can't resist your charms

And I
I'd be a fool
For you, I'm sure
You know I don't mind (no, you know I don't mind)
You mean the world to me, yeah
I know I've found in you
My endless love

Whooooa
And I
I'd play the fool
For you, I'm sure
You know I don't mind (you know I don't mind)
Oh, yes
You'd be the only one
'Cause no-one can't deny
This love I have inside
And I'll give it all to you
My love (my love, my love)
My my my
My endless love

    Duas faces para uma mesma moeda, a de um texto e de uma música colocados nos primeiros vinte lugares do TOP-100 das Melodias de Sempre.

      Ganha o amor por uma das mais emotivas músicas que o cantam.

Sem comentários:

Publicar um comentário