segunda-feira, 12 de junho de 2017

Quando a vergonha é pública...

     Aos doze dias do mês de junho,...

    fica o registo de que não sei o que é mais escandaloso: se a nomeação dos novos dirigentes da TAP (Transportes Aéreos Portugueses), tão discutida nas notícias de hoje, se a manutenção do erro na RTP (Rádio Televisão Portuguesa).

Imagem captada no programa informativo 360º, emitido na RTP3

     Ainda há dias ditava um sumário aos alunos, alertando para o contraste 'critica - forma verbal / crítica - forma nominal ou adjetival'.
     E tomando atenção na sílaba tónica de cada uma das formas (critica / crítica), lembrava como na última estávamos perante uma palavra esdrúxula (sempre graficamente acentuada no português). Chamando cada uma das palavras, a diferença tornou-se evidente em termos fónicos; na classe de palavras a questão foi exercitada em contextos frásicos, para reconhecer qual das palavras utilizar. É um caso CRÍtico da língua e eu criTIco os que erram. Estou a sair cá um CRÍtico!
      Na RTP começa a ser um facto que alguém não sabe escrever corretamente. Um meio de comunicação social a expor milhões ao erro.

     Em vez de chamar a palavra para deteção da sílaba tónica, berrava (até porque a frequência e a natureza dos erros começa a ser absurda) a quem faz as legendas no rodapé das notícias. Caso para dizer que "Vergonha (também) foi o erro" e não se ficou pelo privado. Não é "Bom Português".

Sem comentários:

Publicar um comentário