sábado, 20 de março de 2010

Gramática por terras de Viriato

    Em Viseu, com cerca de uma centena de companheiros de trabalho.

     
     Num dos auditórios do Hotel Príncipe Perfeito, houve tempo para se falar sobre um dos domínios programáticos do ensino do Português: o ensino da gramática.
     Em articulação com o novo programa do ensino básico e o do secundário; explorando a questão da progressão no âmbito da estrutura e do funcionamento da língua; considerando a importância que a terminologia linguística possa ter ao nível do discurso pedagógico-didáctico; convocando a segurança que os doentes possam experimentar ao adoptar uma nomenclatura cientificamente mais estável e sustentada em estudos linguísticos; exemplificando o que possa ser um trabalho de oficina gramatical (a partir de um texto, isolando um aspecto significativo e conectando com diferentes domínios, numa perspectiva de integração de domínios), foi dinamizada uma sessão de trabalho que se caracterizou também pela interacção e intervenção dos participantes.

      Mais haveria certamente para dizer, mas o tempo é sempre escasso quando o assunto se impõe como estruturante no saber e nas aprendizagens.

Sem comentários:

Publicar um comentário