segunda-feira, 3 de maio de 2010

Com Textos 10 - para novo ciclo.

      Depois de um ciclo de trabalho com um projeto editorial escolar, começa-se um novo.

     Este é o sucedâneo de Das Palavras aos Actos. Intitula-se Com Textos, destina-se ao 10º ano de escolaridade (formação regular) e foi produzido em regime de co-autoria.
      Prefaciado pela Professora Doutora Maria Francisca Xavier, da Universidade Nova de Lisboa, contou ainda com a colaboração dela, no que à revisão científica diz respeito.
      Para a conceção do projeto, tiveram-se em conta os aspetos seguintes:
- estruturação do grafismo na lógica da dupla página;
- a organização das sequências por competências (ouvir/falar, ler, escrever, práticas e estudo da língua associados ao conhecimento explícito), apostando na processualidade implicada em cada uma delas;
- contacto com géneros e tipologias textuais diversificados, literários e não literários, conforme indicação do programa de disciplina;
-exploração de diferentes modalidades de oralidade, leitura e escrita;
- proposta de dinamização de projetos articulados com os conteúdos declarativos e processuais relacionados com cada uma das sequências;
- monitorização de competências mais de carácter transversal, com a indicação de indicadores / critérios de desempenho / de sucesso, com guiões de verificação articulados com atividades propostas ao longo das sequências;
- consolidação de conhecimentos, com formulação de sínteses de conteúdos programaticamente definidos essenciais às sequências em estudo;
- testagem de conhecimentos / competências para regulação das aprendizagens (avaliação formativa).
      O manual faz-se acompanhar de produtos complementares, nomeadamente: caderno de atividades, livro de professor, materiais de natureza multimedia.

       Que este seja um manual que auxilie principalmente os alunos na (re)descoberta da língua que também os faz. Citando as palavras da poeta que foi Sophia de Mello Breyner Andresen (in "Com Fúria e Raiva", O nome das coisas, 1977), "De longe muito longe desde o início / O homem soube de si pela palavra / E nomeou a pedra a flor a água / E tudo emergiu porque ele disse".

Sem comentários:

Publicar um comentário