sexta-feira, 6 de maio de 2011

Com textos 11 - um passo adiante.

       Depois do 10º ano, o 11º já está por aí.

      À semelhança do ano de escolaridade anterior, Com Textos 11 chega ao mercado escolar.
   Uma proposta editorial da ASA Editores, objetivada na resposta a orientações programáticas da disciplina de Português (nível secundário da formação regular) e sustentada em atividades validadas por experiências levadas a cabo em anos letivos transatos pela equipa de autores de que faço parte. A consultoria científica e pedagógica deste manual escolar foi relaizada pela Professora Doutora Maria Francisca Xavier (da Universidade Nova de Lisboa).
      Como linhas de conceção do projeto, sublinham-se os aspetos seguintes:
- estruturação do grafismo na lógica da dupla página;
- a organização das sequências por competências (ouvir/falar, ler, escrever, práticas e estudo da língua associados ao conhecimento explícito), apostando na processualidade implicada em cada uma delas;
- contacto com géneros e tipologias textuais diversificados, literários e não literários, conforme indicação do programa de disciplina;
-exploração de diferentes modalidades de oralidade, leitura e escrita;
- proposta de dinamização de projetos articulados com os conteúdos declarativos e processuais relacionados com cada uma das sequências;
- monitorização de competências mais de carácter transversal, com a indicação de indicadores / critérios de desempenho / de sucesso, com guiões de verificação articulados com atividades propostas ao longo das sequências;
- consolidação de conhecimentos, com formulação de sínteses de conteúdos programaticamente definidos essenciais às sequências em estudo;
- testagem de conhecimentos / competências para regulação das aprendizagens (avaliação formativa).
      O manual, construído em co-autoria, faz-se acompanhar, além de produtos complementares (caderno de atividades, livro de professor, materiais de natureza multimedia), do texto integral de uma das obras de leitura obrigatória para o ano de escolaridade em causa: Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett.

       Citando as palavras de apresentação, construiu-se um projeto no qual se pretende a implicação prioritária de professores e alunos, na crença de que "Só com trabalho coordenado e empenhado se pode, talvez, afirmar que os manuais escolares têm um papel decisivo em todo o processo de ensino-aprendizagem".

Sem comentários:

Publicar um comentário