segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Século XII no XXI (ou o presente a reviver o passado)

    Dizia-se que era o tempo de D. Afonso Henriques (século XII) para os olhos do século XXI.

Cartaz de divulgação da XV edição da Viagem Medieval - 2011
  Foi neste enquadramento que se conviveu na feira / viagem medieval de Stª. Maria da Feira. 
   Entre comes e bebes (na Corte dos Bobos), muita animação e cor, a noite foi iluminada pelas luzes das tendas dos vendedores ambulantes; pelo fogo dos jogos e das tochas, archotes e fachos; pelo espectáculo dos saltimbancos que animam o bosque; pelos arraiais estabelecidos
    Assim se apresenta um evento, que se iniciou a 28 de Julho e com final programado para o próximo dia 7 do corrente mês.
   Santa Maria da Feira, a conhecida terra da fogaça, vê o seu centro urbano preenchido por uma multidão plurilingue, geracional e socialmente diversificada a assistir a vários espectáculos, com múltiplos pontos de animação, retratando situações, acontecimentos e personagens que revivem uma época histórica. Desta feita, trata-se daquela que se constituiu como a era da afirmação do poder do nosso primeiro rei, para tornar Portugal independente de Castela.
    Numa espécie de peregrinação e escalada ao ponto central do evento - o castelo da Vila da Feira -, o cruzamento com pajens, soldados, monges e donzelas vestidas à cor epocal não deixou dúvidas: este é o tempo (com algumas notas musicais sugestivas, com toques de mistério e de magia, com cheiros e sabores festivos) em que os santamarianos acolhem os visitantes, mostrando a paixão com que se entregam a este projecto que já vai na sua XV edição.
      Este o vídeo de divulgação do evento, na memória do muito que já nos tem oferecido.


"A vida é a identidade da História. (...) 
Somos o que construímos. (...)
No fio frio da espada mora a identidade dos que acreditam no futuro."

   Onze dias de recriação e animação circulante, para que a História se viva e se reconstrua a identidade de um povo.

Sem comentários:

Publicar um comentário