quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O regresso do "artista"

      Chegam tempos de saturação.

      Decididamente, tudo se revela melhor e mais interessante...

    Para começar, nada como olhar para o chão e colher umas folhas, dando-lhes um novo arranjo e nova utilidade.
    São várias as cores do tempo.











(FOTO VO)

       Depois, é tempo de compor o quadro decorativo com as peças soltas que se vão acumulando.

    Assim regresso à natureza e ao que ela nos dá, para esquecer um pouco dos dias em curso, tão cheios de nada e coisa nenhuma. Que me perdoe Irene Lisboa, por a plagiar parcialmente num dos títulos da sua obra! 










(FOTO VO)

    A minha obra foi outra, apesar de também implicar as mãos (que deviam estar a corrigir testes, mas fogem destes como o diabo da cruz).

Sem comentários:

Publicar um comentário