sexta-feira, 2 de junho de 2017

Há fumo branco!

        Depois de uma manhã, que se revelou consensual,...

Anúncio televisivo do Prémio Literário Manuel Laranjeira 
(RTP2, na emissão de 28 de abril de 2016)
    ... o Prémio Literário Manuel Laranjeira (1ª edição, 2017) já tem uma vencedora. É do concelho (também piscatório) de Matosinhos e produziu uma obra inédita, em língua portuguesa, num dos géneros a que o escritor espinhense se dedicou: o diário. Sandra Inês Andrade Ramos Cruz é o nome da autora distinguida com cinco mil euros, pela distinção da obra intitulada Viagens por histórias mais ou menos naturais.
     Segundo o júri, a escolhida entre as 74 candidaturas foi destacada pela originalidade, pelo respeito por um dos géneros textuais selecionados e por uma vontade de estilo sedutora dos leitores das obras a concurso. A qualidade foi ainda reconhecida por um dos jurados, a sublinhar que "Temos escritora!". Perspetiva-se o conhecimento e a leitura de um texto que se anuncia formativo para o público geral, nomeadamente - e mais em particular - os mais jovens. Nesta medida, há razões para crer que haverá iniciativas em que a premiada, os promotores do prémio (Escola Básica e Secundária Dr. Manuel Laranjeira, Biblioteca e Câmara Municipal) e o potencial público leitor venham a ver multiplicadas oportunidades de homenagem ao autor de Às Feras (1905) e de Pessimismo Nacional (1907-08).
     Na presença dos elementos do júri, dos responsáveis da cultura da Câmara Municipal de Espinho, dos órgãos de direção e gestão da escola, bem como da equipa dinamizadora, a boa nova foi partilhada num almoço preparado pelo formador e servido por formandos do Curso Profissional de Restauração do 10º ano do estabelecimento de ensino mencionado. À qualidade revelada na refeição confecionada e ao momento de confraternização vivido, somou-se ainda o instante em que todos testemunharam a comunicação do resultado à galardoada. Um dia e momento dignos da figura cultural evocada e da criação artística (para a qual também muito contribuiu).
    A entrega do prémio ocorrerá, publicamente, no próximo dia 16 do corrente mês (Dia da Cidade), no Centro Multimeios.


        Foi assim retomada, de forma feliz, uma prática cultural que marcou a edilidade durante alguns anos e que se espera ver continuada daqui a dois, sempre com o intuito de projetar uma das figuras referenciais da localidade nas letras portuguesas, também patrono da escola / do agrupamento que assumiu a parceria do prémio e do evento junto com a Câmara Municipal de Espinho.