terça-feira, 7 de maio de 2013

Um cortejo de pesar

     Hoje foi a tarde do tradicional cortejo da Queima das Fitas do Porto.

   No meio da sensibilidade que a condição de luto impõe, a FADEUP (mais conhecida por FCDEF pelos estudantes) participou no evento, sabendo marcar presença e honrar a ausência física de um dos seus: Marlon Correia. Não estando, esteve sempre lá. 
   O momento foi emotivo, pelos silêncios, pelas palmas e pelos recatados olhares; com a cidade a saber reagir à fatídica e pesarosa realidade, dividida entre a circunstância festiva que se vivia e o sentido respeito pela memória de quem nela não se encontrava; com as diferentes faculdades a mostrarem-se solidárias, nas mais diversas formas de expressão de uma compungida saudade.


     Chegado o carro da FADEUP junto da tribuna, silenciaram-se os gritos, os motores, a animação. Poucos puderam resistir à lágrima que teimava em sair; muitos fizeram chegar ao céu o lamento, o pesar, a dor por uma vida que, na terra, se perdeu, não sem antes deixar uma mensagem que alguém leu:

Foto de Tiago Rodrigues Lopes (publicada no Jornal de Notícias, na edição do dia 08.05.2013)

     No fim, cumprido o percurso, partilhada a mágoa, deram-se os abraços sem o riso e a alegria que tantos reconhecem que um estudante da FADEUP oferecia e, se pudesse ser correspondido em presença, merecia.

    Entre o sol que apareceu e a chuva que caiu, compôs-se a tradição com a festa que Marlon por certo gostaria de ter vivido, se não tivesse havido alguém que insana e brutalmente o impediu.

Sem comentários:

Publicar um comentário